A próxima 

” – Você sabe o próximo passo que darás em sua vida? Porque eu mesma não! E acho que lá no fundo eu sei que a escolha foi minha.”
a marginalizada e nesse caso humanizada Penosa, dizia para si mesma…

enquanto cruzava as penas que a ajudavam 
a se equilibrar no assento do ônibus 
chegara recentemente e mal sentia o cheiro da cidade
melgulhara mais do nunca em si mesma 
e sentia uma triste dor rasgando por dentro
Não se tornara melancólica mas o sorriso aos poucos foi perdendo o brilho
era uma dor sem lágrimas que mergulhavam no mais profundo do Atlântico 
mas que voltava 
e voltava em tempo marcado
dia, lua e hora já profetizada
os olhos escreveram um atestado de óbito 
cura irremediavel 
Tristeza crônica, coisa séria! 

e ela seguia guiando a si mesma
olhando o que quisessem mostrar
mostrando o que quisessem olhar
se vendo nos olhos e se escutando muito mais do que sorrindo 
ouvindo também o Atlântico e as deusas 
do além mar
se percebendo e sempre se perdendo 
mas saindo das coxias
rompendo as cortinas 

e assim o belo dia chegou
ia desfilar na grande rampa 
o sonho de qualquer penada
quando chegou a sua vez na fila, respirou fundo
apertou os olhos e agradeceu a todo tipo
força energética do amor que a protegera até ali
começou com uma leve envergada de joelhos
uma última respirada, afinal sobrevivera uma vidinha medíocre onde o trabalhar era melhor do que pensar
esperando por esse próximo passo

e antes de sentir toda a sola dos seus pés no chão….

um fria e brilhosa lâmina desprendeu sua cabeça do pescoço

próxima! gritou o açougueiro  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s